imagem de criança a abraçar um leão

Amigo improvável

Imagem de Sarah Richter no Pixabay 

Eu não sei se chamar-lhe de amigo improvável será o mais correto, tendo em conta as vezes que já errei,  as vezes que já agi mal… as vezes que já me perdi! As pessoas que me rodeiam (não todas, mas muitas) quiseram-me fazer acreditar, que não seria digna de ter Este amigo! Contudo, ao longo da minha vida, fui tendo outra perspetiva: fui sentindo que não faria o caminho sozinha. No entanto, foi nos momentos em que não agia bem e tinha algum momento menos bom – fosse por minha culpa, consequência do meio que me envolvia ou apenas e só coisas da vida que acontecem e nos tiram o sorriso, levam a nossa paz e fazem correr muitas lágrimas pelo rosto – que mais sentia a Sua presença e o Seu apoio!

Quantas vezes nesses momentos Ele se manifestou e eu aceitei!

A dor podia ser profunda, a tristeza enorme e a vontade de sorrir quase nula, mas Ele nunca desistiu de me fazer entender que estava comigo, que a mão Dele estava estendida para que eu a pudesse segurar! Tantas vezes me senti envolvida numa onda de conforto  que, entendo agora, era o Seu amor a abraçar-me! 

Por muito que descarrile, Jesus não desiste de me acompanhar para onde quer que vá!

E tu, também aceitas a Sua companhia?!


Deixar um comentário